2013-04-09

O Arraial Minhoto Quinta de Santoinho é ponto de referência no calendário turístico do Rio de Janeiro pelo seu ambiente familiar. Transcrevemos aqui o historial feito pela Casa do Minho do Rio de Janeiro que relata como Santoinho atravessou o atlântico em 1979 e se mantem ainda hoje vivo no Brasil.

História do Arraial "Quinta de Santoinho" na Casa do Minho do Rio de Janeiro:

Viajando a Portugal, o então vice-presidente da Casa do Minho Sr. Agostinho dos Santos assistiu na localidade de Darque - Viana do Castelo, a um empreendimento turístico folclórico com as principais tradições laborais e divertimentos rurais da região do Minho. Denomina-se o tal empreendimento festivo "QUINTA DE SANTOlNHO", nome da propriedade onde se instalou.

Resolveu o Sr. Agostinho promover uma réplica daquela festa nas instalações da Casa do Minho, com a devida autorização da empresa portuguesa detentora da patente.

Assim, em 14 de julho de 1979 realizou-se pela primeira vez no Brasil a maior promoção folclórica já vista nestas paragens denominada ARRAIAL MINHOTO QUINTA DE SANTOINHO.

Os componentes do Rancho Folclórico Maria da Fonte (que já então era o expoente do folclore português no Brasil), encenaram a Desfolhada, a Malhada, a Espadelada e a Vindima, ao som das concertinas. Incluído no valor da consumação, sardinha assada na brasa, pão de milho, caldo verde e vinho, tudo à vontade, os frequentadores levavam uma artística caneca para casa. O Rancho Folclórico era, e é, o ponto alto com suas danças e cantares. Um conjunto de música típica obriga todas as pessoas a dançar.

O sucesso desta promoção foi tão grande, mas tão grande, que impôs se realizasse mensalmente o que vem acontecendo há vinte e cinco anos ininterruptamente. Outras agremiações copiaram o evento obrigando a Casa do Minho a incorporar novos detalhes. Na atualidade a consumação consta de três qualidades de vinho, pão de milho, sardinhas portuguesas assadas na brasa, galeto assado, batatas cozidas e cebolas, regadas com azeite português, feijão manteiga e o célebre caldo verde, tudo à discrição.

A artística caneca recebida na entrada para tomar o vinho é levada para casa. Doces portugueses, chouriços, salpicões, presunto e bolinhos de bacalhau ou bacalhau assado, não incluídos no ingresso, podem ser pedidos no bar.

Objetos minhotos como lenços, algibeiras, cordões, blusas, aventais, cestos e bonecas, originais de Viana do Castelo, compõem a boutique regional na Quinta de Santoinho.

Bonecos Zé Pereira
Conjunto musical famoso com repertório luso-brasileiro é santo remédio para espairecer reumatismos. Gigantões e cabeçudo ao som dos Zé Pereiras desfilam entre os frequentadores fazendo delirar as crianças, e as marchas luminosas com arcos e balões mobilizam todos os presentes na maior empolgação.

Tornou-se o Arraial Minhoto Quinta de Santoinho o ponto de referência no calendário turístico do Rio de Janeiro por seu ambiente familiar. É agradável ver-se famílias completas, avós, pais, filhos, netos e bisnetos (muitos no carrinho ou no colo) confraternizando alegremente. Caravanas reservam lugar com antecedência.

Partilhar no Facebook

Últimas Notícias Ver todas »